Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A convite do jornalista Manuel Falcão, admirador do trabalho de José Maçãs de Carvalho e fundador da editora de fotografia Amieira Livros, o fotógrafo decidiu “colocar em livro um pouco das milhares imagens” que reviu.

José Maçãs de Carvalho afirma que as imagens de “partir para todos os dias” são “fotografias duma larga banda temporal”. “No entanto, não se distinguem as imagens com 19 anos daquelas com anos” – o que no olhar do fotógrafo é algo muito positivo.

“A fotografia é sempre a pele do tempo e é nela que melhor sentimos o que esquecemos. Serve para rememorar mas [no caso das imagens de Macau] não serve para testemunhar a mudança, pelo menos de forma ostensiva. Há pequenos detalhes onde se encontram mudanças, embora goste de pensar nestas imagens como fotografias descontextualizadas, marcadas por uma temporalidade difusa”, explica José Maçãs de Carvalho.

Neste livro podem encontrar-se imagens dos casinos Lisboa e Wynn, da Rua do Campo no ano de 2001 ou das obras dos novos aterros do porto exterior no ano de 1997.

O autor, com grande afinidade com Macau, espera apresentar em breve a obra no território ainda sem data definida para o evento.

 

Link do artigo: https://pontofinalmacau.wordpress.com/2015/02/09/macas-de-carvalho-apresentou-livro-em-lisboa/

Autoria e outros dados (tags, etc)



foto do autor

  • 4 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D